Realizou-se hoje, no Museu do Douro, a apresentação pelo Sr. Presidente da CCDR Norte (Prof. António Cunha) da versão preliminar da Estratégia de Desenvolvimento da Região do Norte para o Período de Programação das Políticas da União Europeia 2021-27 (NORTE2030). Acompanhado pela Sr.ª Vice-Presidente Drª Célia Ramos e pelo Vogal Executivo da AG do NORTE2020 Eng.º Humberto Cerqueira, o Sr. Presidente efetuou uma breve apresentação da proposta de Estratégia NORTE2030, tendo de seguida decorrido um período de debate com os autarcas do Douro que lembraram as maiores preocupações que têm neste Douro, esquecido por políticas que colocam o interior no final da lista das preocupações do poder central, e reiteraram a importância de ver considerados no próximo período de programação os 3 grandes investimentos estruturantes para o Douro: a requalificação da Linha ferroviária do Douro e a sua ligação a Espanha, a conclusão do projeto da via navegável do Douro (DIW2020) e a construção do IC26. Foi ainda dado especial ênfase à importância de no próximo período de programação incorporar nos programas operacionais regionais a componente da agricultura e do mundo rural, dada a importância que o setor tem na região e, em particular, no Douro.

Numa feliz coincidência a discussão deste tão importante instrumento de política decorre no 19º aniversário da classificação do Alto Douro Vinhateiro como Património da Humanidade, tendo a ocasião sido aproveitada para efetuar uma evocação simbólica desta data, que contou com a presença adicional do Presidente da Liga dos Amigos do Douro Património Mundial (Dr. António Filipe) e do Diretor do Museu do Douro (Arq. Fernando Seara). Após uma breve alocução do Presidente da CIMDOURO (Dr. Carlos Santiago), do Presidente da Liga dos Amigos e do Presidente da CCDRN – gestor do bem património mundial e que referiu ser esta uma responsabilidade acrescida que irá desempenhar – a sessão terminou com um brinde ao Douro.